Questões de Opinião: ilusão necessária


ilusão necessária



Conhece a caixa de Pandora? Sim, essa mesmo, a caixa proibida, por ter todos os males do mundo, e aberta por Pandora, porém, fechada a tempo de manter o seu último malefício: Esperança. Agora vem a parte irônica e que a maioria das pessoas, ao ouvir essa historinha nunca para pra pensar: Se a caixa só continha coisas ruins, todos os males e tudo o que não se quer, por que a esperança estava dentro dela?

Sabe quando você se pega super ansiosa por algo? Ou morrendo de vontade que seus planos para o final de semana dêem certo e você possa curtir tudo como planejou? Quando você está morrendo de medo da prova de física por não saber nenhuma resposta e espera que uma ‘luz divina’ te ajude? 

Seja bem vindo a um mundo chamado esperança.


Ok, alguns podem estar se questionando: em que planeta esperança é algo ruim?
Sem problemas, tenho uma ótima resposta: no meu!

E se todos esses planos ficarem frustrados? Nossa, que super dramática eu não? Mas quem me garante que tudo ficará lindo e dará certo?
Então acontece o inesperado, o que tu mais planejou e desejou, com toda sua força, que chegasse logo, para que a ansiedade finalmente acabasse e te deixasse ser feliz, simplesmente não acontece. Isso mesmo, é como se tudo não tivesse passado um sonho, ao qual você se apegou com todas as suas forças, e então, quando não tornou-se real, você caiu, junto com sua ilusão.

Por que ilusão? Porque o homem não sabe como viver sem isso. É inevitável conseguirmos nos manter sã sem nos apegarmos ao gostinho de que temos o que mais desejamos, a esperança de que isso pode - e vai - acontecer é o que nos mantem vivos. É a partir daí que a frustração nasce, pois nos apegamos no ‘ eu tenho, eu posso, é meu’ e quando não conseguimos, é como se tudo passasse a dar errado.

“São aqueles com quem vivemos e que amamos que sabem como nos iludir”
Norman Maclean

Sabe, hoje em dia eu consigo me manter sã sem esse gostinho de esperança, talvez por essa minha ideologia, talvez por ter vivido isto. Mas acima de tudo, sou feita de ossos, carne, e o obvio: sentimentos. Por mais que me esforce diariamente, não consigo simplesmente não cair nesse desvaneio que tanto parece nos iluminar, parece.

Acredite, não importa quantas vezes você tenha se apegado a algo ou alguém, quantas vezes você tenha sido tomado pela esperança, ou pela dor da desilusão, quantas vezes você quis simplesmente sumir, ficar invisível, ou gritar até fazer o mundo todo te ouvir  o que importa é a sua força, sua vontade de seguir em frente, sua coragem pra enfrentar o que é real. Siga o seu caminho, o que só você e Deus podem mudar, independente de qualquer coisa.

“Não importa. Tente outra vez. Fracasse outra vez. Fracasse melhor”.
Samuel Beckett


Um comentário:

  1. Esse post me deixou pensativa,ou seria confusa?Bom,você tem um fascinante ponto de vista.

    ResponderExcluir