Questões de Opinião: 22/09 - Dia Mundial Sem Carro: Um Dia Só De Bike


22/09 - Dia Mundial Sem Carro: Um Dia Só De Bike

Um dos aspectos mais famosos dos tão aclamados 18 anos é a famosa carteira de motorista, o sonho de dirigir para lá e para cá sem eira nem beira. Já nos meus 20 aninhos e sem ainda ter conquistado este sonho por inúmeras razões, resolvi que neste dia mundial sem carro seria uma ótima oportunidade pra contar um outro tipo de experiência que essa vida me permitiu: a convivência de um dia inteirinho na base da bicicleta.


Vou contar da minha melhor lembrança de um dia de bike e compartilhar minha experiência fora do território nacional com essa belezura. Há um tempinho fui visitar uma tia minha em Chesterton, uma cidadezinha bem tipo de filme no estado de Indiana, Estados Unidos. A cidade tinha um território bem plano, ou seja, não era muito cansativo alcançar os pontos da cidade a pé ou de bike. No início eu preciso confessar: tinha medo de pegar a bike no trânsito hahaha! Eu sendo a desastrada que sou só pensava em me ver estatelada no asfalto e um carro passando na minha cabeça.

Depois de algumas insistências da minha tia, eu topei! Ela me ensinou as regrinhas básicas de educação e aí veio a primeira surpresa: a bicicleta dela era mais de filme que a cidade, JURO! Ela era toda verde água com uma cestinha marrom. Não dava mais pra resistir, eu precisava andar nela! E lá fui eu me aventurar na pequena cidade de Chesterton, montada numa bike com medo de ter um ataque de asma e ser atropelada, mas aquele dia me trouxe muitas outras surpresas.


A melhor surpresa de todas definitivamente foi o respeito que eu pude ver naquela cidade. Eu me sentia um veículo secundário, as pessoas respeitavam a bicicleta como qualquer outro carro e, lógico, eu os respeitava da mesma forma. Não recebi buzinadas, nem quase fui atropelada, todos tiveram uma paciência de jó comigo e eu queria abraçar cada um daqueles habitantes por serem tão legais.

Acabei por dar boas voltas na cidade toda e ainda me senti super bem recebida quando não encontrei um lugar para trancar a bike e a dona de uma lojinha de doces me permitiu guardá-la dentro da loja para que eu pudesse conhecer melhor o comércio. A cada segundo eu me encantava com a simpatia das pessoas, totalmente ao contrário do que esperava.


Por fim na volta para casa estava mais do que feliz. Eu havia passado um dia inteiro de bicicleta, não havia sido atropelada, fiz amizade com a moça da loja de doces, não tive nenhum ataque de asma e não caí em nenhum momento, ainda. Em menos de 100m de casa, eu já comemorava a vitória daquele dia mas, como é a Samantha, né? Não dava pra ser perfeito. O celular tocou e eu quis dar uma de esperta e atender andando de bicicleta. O resultado não podia ser outro se não eu estatelada na grama do vizinho. Atendi o celular rindo da situação e tranquilizei minha tia ao avisar que minha única queda havia sido naquele instante.


Fazer isso tudo me trouxe a percepção da delícia que é andar de bicicleta e a importância disso. Pensa só, você como motorista de carro ou moto, sabendo como é essa experiência, vai conseguir entender melhor os ciclistas e juntos formar um trânsito melhor para todos, além do que é uma atividade que pode ser realizada para te ajudar no exercício diário (ir pra acadêmia de bike e dispensar o aquecimento na esteira, que tal?), ajuda nosso lindo planetinha a ter menos poluição quando trocamos um carro por ela e ainda por cima, e o melhor de tudo, nos deixa com pernas LINDAS por todo o trabalho que estamos fazendo com elas.

Se quiser se tornar um ciclista profissional, participar de maratonas e juntar uma galera para te acompanhar, procura sempre ter tudo bonitinho para sua segurança e fazer rotas que possam ser tão interessantes quanto seguras. Não se esqueça dos capacetes para bicicleta e de outros acessórios como roupas adequadas, faróis, lanternas, buzinas. Segurança em primeiro lugar sempre! Ah, e leia também as regrinhas de trânsito para bicicleta, não adianta xingar o motorista de carro se você não faz ou não sabe qual a sua parte, né?

Espero de coração que tenham gostado da minha história, eu super recomendo essa experiência para todo mundo e não só nesse dia mundial sem carro, pois exercício é sempre uma boa pedida!

*Este é um publipost mas toda a experiência que contei aqui rolou mesmo comigo (inclusive a maldita queda aos 100m de casa).

16 comentários:

  1. Ahh fala sério, cair desse jeito que vergonha! kkkkk
    Mas realmente deve ter sido incrível né, oq somente a estrutura, e a educação podem fazer de diferente. Eu gostaria mt de sair por aí andando de bike, mas sabemos nós que, RP ( Ribeirão Preto ) não ajuda né!!
    Espero que os outros gostem do publipost como eu, e q a msg seja aceita!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rio de mim até hoje por essa maldita queda hahaha
      A estrutura de lá é perfeita para bike, e sem isso fica impossível de fazer disso uma atividade agradável kkk Ribeirão pelo menos tem umas ciclovias, aqui em jaboticabal nem isso direito :(

      Excluir
  2. Em primeiro lugar quero dizer que você escreve muito bem. Já pensou em publicar um livro? Viajei com seu relato e deu até vontade de sair fazendo o mesmo... viajei tanto que me senti caindo com vc, em cima de uma graminha bem verde e um pouquinho molhada... rs
    Adorei! Beijinhos... Au Revoir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se te contar que eu até tenho um livro publicado haha meu xodózinho <3
      Poxa que delíiiicia ler esse comentário Paloma, de verdade! Adorei demais saber que pude te transmitir todos os meus sentimentos <3
      Beijinhos!

      Excluir
  3. Ai que tudo, tu viveu um sonho de filme. Queria! Isso me deu até saudade de ter uma bicicleta :( saudades de andar.


    Beijos,
    Blog Gaby DahmerFanpageInstagramTwitter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aii Gaby, preciso dizer: Chesterton é uma cidadezinha muito de filme, sério! As casas todas bem de boa, sem nem cercas direito, a grama verdinha, cheio de árvores, pessoas MARAVILHOSAS, foi realmente um sonho de filme a viagem toda!!
      Pega sua bike e vai na fé gata, ou se não tiver mais pede emprestado pra algum amigo e vai dar uns rolés :D

      Beijos!

      Excluir
  4. amei a historia!! pena que aqui na minha cidade mesmo voce estando na ciclovia voce é atropelada e ainda ti chingam!!! so por Deus.... mas ainda sonho em fazer tudo de bike é tão bom!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aii Julyana :( que triste! É horrível vivermos num país onde o respeito é 0, por isso é sempre tão importante a gente andar dentro das leis (sim, tem leis pra bike haha) e equipados com segurança pra evitar maiores perigos, né?

      Excluir
  5. Ah como eu amo bike, por mim existiria apenas elas no mundo. Pena que na minha cidade mal dá pra andar. O mundo com bike seria bem melhor. Todo mundo saudável e em forma. Amei o post.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é! Seria uma delícia podermos aproveitar esse meio de transporte tão gostoso, né? Mas não deixa de andar não, procura um parque ou mesmo na orla da praia se você for do litoral, sempre bom dar um jeitinho!

      Beijos!

      Excluir
  6. Amei o seu post, mas tu acredita que eu não sei andar de bicicleta até hoje? E olha que tenho quase 30 anos! Mas um dia quem sabe eu aprenda! rs

    Beijos

    http://www.senhoritamarmelada.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou te dizer a maior verdade da vida: Nunca é tarde pra aprender!
      Andar de bike é uma delícia e super vale a pena! Sabe aqueles finais de semana que milagrosamente ficamos no tédio? Então, procura algum amigo que possa te ensinar e vai na fé, você não vai se arrepender :D

      Beijos!

      Excluir
  7. Que post mais delicioso de ler, amei a sua experiência. Faz tanto tempo que não ando de bike, fiquei com vontade agora.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaaaai que bom que você gostou Angélica! Vai andaaar gata, se joga! Chama os amigos e aproveite demais \o/

      Excluir
  8. Adorei sua história !! Eu gostaria de morar em um lugar, que eu pudesse andar mais de bicicleta. Aqui em SP são muitos buracos e muito desrespeito com os ciclistas. Amei seu post!!
    Beijos

    www.baudasresenhas.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa! Mas sabia que lá no parque do Ibirapuera tem bikes pra alugar pra poder andar? (Pelo menos nos mil anos atrás que eu fui tinha, haha, mas acredito que ainda esteja lá) Lá no parque além de aproveitar o rolé de bike você ainda curte toda a vista linda que ele tem! Vai lá curtir gata!

      Beijos!

      Excluir