Questões de Opinião: Outubro Rosa E O Câncer De Mama


Outubro Rosa E O Câncer De Mama

Se você já viu a nossa programação que eu falei aqui, você sabe que essa semana o tema é algo super importante: o outubro rosa. Também comentei já sobre o porquê desses meses coloridos serem tão importantes, então vamos ao que interessa, né?

O outubro rosa é o mês de prevenção do câncer de mama, uma doença que surge pela multiplicação de células anormais nas mamas, formando um tumor. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), este tipo de câncer cobre 25% dos novos casos de câncer em todo o mundo, no Brasil ele tem uma porcentagem ainda maior: 28,1%. Se não contarmos o câncer de pele não melanoma, o de mama é o que mais atinge as mulheres. Preocupante, não é mesmo? Então no post de hoje teremos algumas informações para ajudar você a se prevenir e detectar esta doença.

Sinais E Sintomas

Para detectar os sinais do câncer de mama, a mulher precisa se tocar, conhecer seus seios e assim, verificar as possíveis mudanças que o câncer acarreta:
  • Nódulos fixos e endurecidos
  • Pele avermelhada, retraída ou com aspecto de casca de laranja
  • Mudanças no bico do seio
  • Nódulos próximos à axila ou pescoço
  • Saída de líquidos pelo bico
Para fazer a verificação, é recomendado que a mulher procure os sinais diária ou semanalmente, podendo ser no banho, trocando de roupa, ou em qualquer momento que se sinta confortável. Deve-se levantar o braço e apalpar toda a região do seio e estender para axila e pescoço, depois repetir do outro lado. No caso de se sentir qualquer mudança, é necessário buscar logo um médico para uma análise profissional.



Como Prevenir

A prevenção do câncer de mama pode evitar até 30% dos casos, segundo o INCA. Então o que devemos fazer? Algumas coisas bem simples podem ajudar na prevenção:

  • Fazer exercícios físicos
  • Evitar bebidas alcoólicas
  • Alimentar-se de forma saudável
  • Manter um peso adequado
Outra coisa que poucos sabem mas que também ajuda a prevenir o câncer é a amamentação, então se tiver ou pretende ter filhos, não deixe isso de lado, ok?


Risco

Sabiam que muitas coisas podem aumentar o risco do câncer de mama? Infelizmente, grande parte disso não está ligada a coisas que possamos evitar, mas saber esses aspectos traz maior atenção para todas as mulheres.
  • Obesidade e sobrepeso após a menopausa;
  • Sedentarismo (não fazer exercícios);
  • Consumo de bebida alcoólica;
  • Exposição frequente a radiações ionizantes (Raios-X)
  • Primeira menstruação antes de 12 anos;
  • Não ter tido filhos;
  • Primeira gravidez após os 30 anos;
  • Não ter amamentado;
  • Parar de menstruar (menopausa) após os 55 anos;
  • Uso de contraceptivos hormonais (estrogênio-progesterona);
  • Ter feito reposição hormonal pós-menopausa, principalmente por mais de cinco anos
  • História familiar de câncer de ovário;
  • Casos de câncer de mama na família, principalmente antes dos 50 anos;
  • História familiar de câncer de mama em homens;
  • Alteração genética, especialmente nos genes BRCA1 e BRCA2.
Caso algum de vocês se identifique com algumas dessas características, é um alerta para ficar ainda mais atento. Lembrando que os homens também podem ter o câncer de mama, mesmo que raramente. Então todo mundo deve ficar atento aos sintomas, sinais e aos fatores de risco.



A busca precoce pelo diagnóstico e tratamento é de extrema importância pois assim aumenta as chances da cura e facilita o tratamento, tornando-o menos intenso e agressivo. Recomenda-se que mulheres acima de 50 anos façam a mamografia, exame de detecção do câncer, uma vez a cada dois anos, justamente para que se possa achar qualquer vestígio da doença logo em sua fase inicial. Para quem ainda não sabe: o tratamento para o câncer de mama é fornecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS), no Brasil.

As informações para este post foram retiradas do site do INCA, e lá você pode tirar ainda mais dúvidas sobre o tema e outros tipos de câncer também. Lembre-se sempre de buscar ajuda médica para retirar qualquer dúvida e em caso de percepção de qualquer anomalia, sua saúde e sua vida dependem da sua atenção com o seu corpo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário