Questões de Opinião: A Importância Da Prevenção E A Polêmica Dos Tabus


A Importância Da Prevenção E A Polêmica Dos Tabus

Ela achava que nunca ia acontecer com ela, unia o útil ao agradável ao evitar se tocar, era estranho, parecia errado. Eles achavam que estava só querendo atenção, que seus pensamentos não passavam de besteira, que eles precisavam aguentar tudo aquilo sozinhos. E ele não iria ao médico jamais, fazer um exame daqueles? Que é isso? Ele era homem, macho, ninguém jamais o tocaria ali, sua masculinidade era tão frágil, que sua proteção valia mais que a própria saúde.

Setembro amarelo, outubro rosa, novembro azul. Apenas meses e cores? Jamais. São tempos especiais, de prevenção, de cuidado, de medo. Suicídio, câncer de mama, câncer de próstata. Três temas que são tabus, sobre os quais não se conversa o suficiente, que são escondidos, que são fatais. Cada um com sua responsabilidade sobre as porcentagens de mortes anuais, escondidos sob os medos e receios da sociedade. Não se pode falar nisso. Se tocar é errado. Ninguém o toca lá.

Nos nasce o questionamento: até que ponto as nossas vidas realmente valem para a sociedade? Evitar assuntos, conversas, criar ideais que nos prejudicam até o nosso fim, não se pode entender qual o propósito disso. A união de meses e cores não é a toa, ela é necessária. É a conversa, é tentar prevenir, é querer ajudar, quebrar os tabus que nos matam diariamente.

Mulheres, se toquem. Procurem saber, entender, não deixem que uma sociedade (que nem sequer saberá o que você faz entre 4 paredes) determine sua morte. Se toquem, seus seios são lindos e precisam de atenção. Procure um médico, faça seus exames. Não tenha medo de achar, mas sim de se deixar prolongar. O câncer de mama mata, como qualquer outro. O câncer de mama tem cura, mas depende de você se deixar procurar, entender e tratar. Não tenha vergonha, é o seu corpo, é a sua saúde, é a sua vida.

Homens, sua masculinidade não será destruída por se deixar viver. Da mesma forma que gostar de fio-terra não te fará menos hétero, um exame médico não o fará. Se pergunte até que ponto a sua inútil prova de masculinidade vale mais que a sua vida? O câncer de próstata também mata, e fazer (ou deixar de fazer) um exame pode ser a decisão entre a sua vida e a morte. Pode ser desconfortável? Sim, pode ser que seja, mas um desconforto rápido que te permita viver me parece melhor que um fim precoce, não é mesmo?

E um recado para todo mundo, você não precisa passar por tudo sozinho. Não tem nenhuma razão para ter vergonha em pedir ajuda. Ninguém é perfeito e nem de ferro, nossa cabeça nem sempre funciona como queremos, mas existem profissionais que estão mais do que dispostos a ajudar. Não, não é frescura e nem necessidade de atenção. Ao contrário do que muitos pensam, a saúde mental precisa de cuidados tanto quanto a física (e em alguns casos, até mais). Não deixe que um antigo amor, uma faculdade, família ou trabalho te faça por sua saúde mental em risco. Você não precisa passar por tudo sozinho, busque ajuda, não tenha medo, nem vergonha ou receio. Você tem sido forte até aqui, sobreviveu a tudo e a todos até agora. Se precisar, também lembre-se que pode discar 141 e entrar em contato com os profissionais do Centro de Valorização à Vida.

Seja você quem for, ou o problema que você tiver, não se esqueça de que sua vida sempre valerá mais que qualquer tabu social. É preciso falar sobre, discutir, prevenir. A falta de informação muitas vezes nos deixa em situações onde os meios jamais justificarão os fins. A minha, a sua, a vida de cada um de nós é nosso "bem" mais precioso, lembre-se sempre disso e valorize-a. Busque sua saúde, quebre os tabus, conheça seu corpo, sua mente, tudo o que te pertence merece sua atenção. Não deixe que os tabus sociais acabem com a sua saúde, eles são fatais e se assim continuar, acabarão com a sua vida.

4 comentários:

  1. "Mas isso não é uma questão de opinião. Isso é só uma questão de opinião"
    Pensei nessa música quando entrei aqui no blog kkk
    Enfim, MUITO importante este post. É quebrando tabus que evoluímos.

    =**

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha adoro essa música, sem mais! Já fiquei feliz Ju *o*
      Precisamos sempre lembrar a todos a importância disso tudo, né?

      Excluir
  2. O único tema mais abordado é o Outubro Rosa, porém Setembro Amarelo e Novembro Azul, ainda estão sendo ofuscados. Nós mulheres conseguimos fazer com que este mês viralizasse e tivesse um alcance maior. Agora, os homens também precisam fazer a parte deles, reconhecendo que precisam se prevenir e serem a favor da campanha, que ajudem a criar uma repercussão maior. Mesma coisa para o Setembro Amarelo.

    Beijos,
    Blog Gaby DahmerFanpageInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  3. Pois é Gaby! Infelizmente só a existência dos meses de prevenção não são o suficiente, é preciso que todo mundo ajude a compartilhar as ideias, o conhecimento, acabar logo com todo o preconceito que existe com esses temas! Quando algo vira um tabu na sociedade, acaba por gerar essas situações que são extremamente perigosas, as pessoas preferem se calar e se esconder a tentar buscar ajuda, e continuamos a perder pessoas importantes e queridas por nós por causa disso. :(

    ResponderExcluir